Ir para o conteúdo

Autenticação

Livro que conta a evolução da informatização no TCE/BA marca estreia da coleção “Memória Viva”

2018 04 Livro JoseMariaMagnavitaO livro “Do Processamento de Dados à Tecnologia da Informação”, de autoria do auditor de contas públicas José Maria Magnavita Filho (Copel), foi lançado oficialmente durante a sessão plenária desta quinta-feira (12.04), pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA), Gildásio Penedo Filho. A obra, que marca a estreia da Coleção Memória Viva, reúne uma coletânea de episódios ocorridos durante todo o processo de informatização da Corte de Contas.

Trata-se do testemunho do próprio servidor, um participante e contribuinte direto das histórias que relata. O livro recebeu diversos elogios por parte dos conselheiros presentes, que salientaram a importância da iniciativa de manter viva a memória dos acontecimentos que marcaram a trajetória do TCE/BA, especialmente pelo fato de serem relatos feitos pelos servidores, os quais têm ajudado a construir a história da instituição.

Ao anunciar o lançamento, o conselheiro-presidente parabenizou o autor e destacou a importância da perpetuação da memória da Corte de Contas por meio das histórias e lembranças dos seus servidores, tendo ainda elogiado a iniciativa da Escola de Contas Conselheiro José Borba Pedreira Lapa (ECPL), na figura de sua diretora adjunta, Denilze Alencar Sacramento, e do conselheiro- corregedor, Inaldo da Paixão Santos Araújo, que estava na Presidência do TCE/BA quando do lançamento da Coleção Memória Viva e da elaboração do livro.

O conselheiro Inaldo Araújo, que assina a apresentação da obra, revelou-se emocionado e destacou a importância do esforço para que as memórias dos acontecimentos vividos pelos servidores da Corte de Contas não se percam. Os conselheiros Antonio Honorato e Almir Pereira (conselheiro substituto) também fizeram questão de parabenizar o autor por ter enfrentado o desafio de colocar no papel as recordações de momentos tão importantes para todos os que exercem suas funções no TCE/BA.

Servidor do TCE/BA há 36 anos, José Maria Magnavita Filho disse estar muito feliz após ter escrito as histórias que compõem o livro “Do Processamento de Dados à Tecnologia da Informação”. Segundo ele, o exercício da escrita serviu para relembrar, além dos fatos narrados, todos os amigos e colegas que, como ele, acompanharam o processo de informatização do TCE/BA, desde quando foi implantado o então chamado “Serviço de Processamento”. Casado, pai de dois filhos, ele observou não ter tido a pretensão de escrever um relatório minucioso de todo o desenvolvimento que conduziu até os avançados recursos utilizados hoje, mas sim produzir uma lembrança histórica, contando os fatos curiosos que viveu na era denominada de “Pré-Informática”.

12.04.2018