selo a3Pela quarta vez consecutiva, o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) recebeu, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), o selo A3P. A certificação é concedida anualmente aos órgãos e entidades que enviam, no prazo, os dados ao sistema de monitoramento de gestão socioambiental da A3P, por meio do qual é possível fazer a compilação de dados e o envio do relatório de monitoramento anual. No caso do TCE/BA, o motivo da certificação, entregue pela ministra de Estado do Meio Ambiente, Marina Silva, é a implementação da Agenda Ambiental na Administração Pública no ano de 2023.

O presidente do TCE/BA, conselheiro Marcus Presidio, afirmou que a conquista do selo pela quarta vez mostra o reconhecimento do bom trabalho desenvolvido desde 2019, desenvolvendo ações que buscam obter eficiência na atividade pública ao mesmo tempo em que promove a preservação do meio ambiente. E acrescentou: “A responsabilidade socioambiental é um dos valores que vêm se destacando no nosso Tribunal de Contas, e a sustentabilidade é um investimento valioso, não apenas para a instituição, mas para toda a sociedade”.

Na avaliação de Jorge Felizola, presidente da Comissão Mista Permanente de Desenvolvimento e Sustentabilidade no TCE/BA, esse selo de monitoramento do Ministério reconhece as ações que o Tribunal tem promovido e incentiva prosseguimento da busca por novas soluções e diferentes padrões de consumo. “As cinco palavras, repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar ajudam a construir um comportamento humano em compromisso com meio ambiente, estimulando um estilo de vida sustentável, e preocupado com a diminuição e geração de resíduos no planeta”, ressalta.

SAIBA MAIS SOBRE O PROGRAMA

O selo A3P é um programa que busca incorporar os princípios da responsabilidade socioambiental nas atividades da Administração Pública, através do estímulo a ações que vão desde a mudança nos investimentos, compras e contratações de serviços pelo governo, passando pela sensibilização e capacitação dos servidores pela gestão adequada dos recursos naturais utilizados e resíduos gerados, até a promoção da melhoria da qualidade de vida no ambiente de trabalho.

A agenda ambiental tem como princípios a política dos 5 R's: Repensar, Reduzir, Reaproveitar, Reciclar e Recusar consumir produtos que gerem impactos socioambientais significativos. A adoção da A3P demonstra o compromisso da instituição em alcançar maior eficiência pública e, ao mesmo tempo, promover a proteção ambiental.