Ir para o conteúdo

Autenticação

Campanha Setembro Dourado alerta para diagnóstico de câncer infantil

setembrodourado cardeSer criança é sonhar, é ver a vida como uma folha branca cheia de possibilidades e ter em mãos uma caixa de lápis de cor. É encarar tudo com sorriso, até mesmo as dificuldades. Com o objetivo de conscientizar os servidores sobre a importância da identificação do câncer infanto-juvenil o mais cedo possível, o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA), por meio do Serviço de Assistência Social (Seras), adere, no mês de setembro, à campanha de combate ao câncer infantil, o “Setembro Dourado”.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), cerca de 11 mil novos casos de câncer infanto-juvenil são registrados, por ano, no Brasil. Apesar das grandes chances de cura, é a principal causa de mortes por doença, nessa faixa etária. Dentre estes, cerca de 70% das crianças e adolescentes brasileiros entre 0 e 18 anos, que são diagnosticados no início, se curam. Ainda segundo o Inca, essa taxa cai pela metade quando a doença é descoberta de forma tardia.

É importante que os pais e/ou responsáveis fiquem sempre atentos aos sintomas da doença: Dores de cabeça, sobretudo se forem incomuns e contínuas, além de vômitos frequentes pela manhã ou com piora ao longo do dia, perda de peso inexplicada, febre e sudorese noturna, inchaço abdominal, dores nos membros e inchaços sem qualquer sinal de infecção ou trauma, caroços ou inchaços, especialmente se forem indolores e não acompanhados de febre.

Vale atentar ainda para outros sinais de infecção, como tosse persistente ou falta de ar, palidez, dor óssea e hematomas ou sangramentos pelo corpo e alterações oculares, embranquecimento da pupila, estrabismo recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos. Caso a criança ou adolescente apresente alguns desses sintomas, deve-se buscar auxílio médico imediatamente.