miolaAs populações das nações da América Latina vivem problemas sociais comuns, que devem ser discutidos e combatidos pelos órgãos de controle. A fim de intercambiar ideias e refletir sobre esses problemas, conselheiros e técnicos do Brasil e do Paraguai que integram A Associação de Entidades Oficiais de Controle Público do Mercosul (Asur) se reuniram nesta manhã na Sala Oceania do Hotel Windsor Oceânico, que está sediando o VIII ENTC. Participaram também do encontro representantes do IRB, Atricon e Abracon.

Na avaliação do conselheiro Inaldo Araújo, um dos participantes da reunião, é fundamental que os países representantes do Mercosul debatam as suas experiências a fim de encontrar soluções para problemas semelhantes que atinjam as suas populações.

"Este encontro é de grande importância para que todos os atores do controle, ajam, reflitam e debatam, encontrando soluções, através dos órgãos de controle, para os impasses que atinjam o povo da América Latina. Tivemos aqui representantes de vários órgãos de controle, inclusive do Paraguai e debatemos sobre vários temas comuns aos nossos países. O evento está de parabéns pela qualificação técnica", ressaltou Inaldo Araújo.

Participaram da reunião da Asur, o presidente da Atricon, conselheiro Cezar Miola, e o presidente do IRB, Edilberto Pontes.