Ir para o conteúdo

Autenticação

TCE e Ufba assinam protocolo de intenções visando qualificar servidores

foto1Com o propósito de estreitar o relacionamento entre o Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) e a comunidade acadêmica, promovendo o intercâmbio de conhecimentos, o presidente do TCE/BA, Gildásio Penedo Filho; o reitor da Universidade Federal da Bahia (Ufba), João Carlos Salles Pires da Silva, e o conselheiro Antonio Honorato de Castro Neto assinaram, na manhã desta quinta-feira (8.11), um Protocolo de Intenções entre as duas instituições.

Em linhas gerais, o Protocolo tem por objetivo a cooperação técnico-científica e cultural entre o TCE/BA e a Ufba, com vistas ao desenvolvimento de projetos e atividades voltadas ao treinamento de recursos humanos, de difusão de tecnologia, editoração e publicação, planejamento e desenvolvimento institucional, abrangendo as áreas de ensino, pesquisa e extensão.

Na oportunidade, o conselheiro-presidente destacou a relevância da troca de conhecimentos com a comunidade científica, explicando que uma das vertentes do TCE/BA é firmar parcerias com a academia e fomentar a troca de experiências. “A assinatura desse Protocolo tem o intuito de fomentar e estimular essa parceria, entendendo que a academia pode contribuir muito para que o Tribunal não se restrinja a uma visão do formalismo, de apreciação de contas de governo. O protocolo abre um novo leque, uma perspectiva que traz uma série de iniciativas para o fortalecimento do controle externo”, disse o presidente Gildásio Penedo Filho.

foto2Para o reitor João Carlos Salles, a função do TCE/BA e da Ufba não se mede pelo imediatismo, e sim por projetos de longo prazo, que contribuam com o desenvolvimento da sociedade no campo do conhecimento e da cidadania. “As nossas instituições não se medem pelo imediato, então isso faz com que nossa parceria seja muito bem-vinda nesse sentido. O Protocolo abre o caminho para várias iniciativas, que já estão em andamento e vão permitir cursos na área de comunicação e na área de administração. Isso certamente favorece o Tribunal e a a Ufba, que cumpre sua missão de aprimorar sua gestão e aprofundar a sua relação com a sociedade”, afirmou o reitor.

O diretor da Escola de Contas Conselheiro José Borba Pedreira Lapa, conselheiro Antonio Honorato, comemorou a parceria com a Ufba e destacou que a ECPL vem trilhando o caminho certo no desenvolvimento de programas que qualifiquem e aperfeiçoem o trabalho dos servidores públicos e gestores em prol da melhoria da administração pública. “Esta assinatura representa o avanço na cooperação entre o Tribunal e a Universidade Federal da Bahia, e isto está se concretizando graças ao bom trabalho da Escola de Contas, que está no caminho correto ao buscar essas parcerias”, ressaltou o conselheiro.

foto3Já na avaliação da diretora adjunta da ECPL, Denilze Alencar Sacramento, o Protocolo de Intenções abre um leque de opções de cursos de capacitação para o ano de 2019. “Nós retomamos essa parceria como forma de ampliar a relação da ECPL com os vários campos de conhecimento da academia para termos mais respaldo na questão educacional. Esse respaldo se refere não apenas à capacitação de servidores, mas também às áreas relativas ao controle social. Além disso, o Protocolo permite que criemos uma segunda turma dos cursos de pós-graduação na área de controle externo e de educação”, salientou Denilze Sacramento.

Também estiveram presentes à reunião a chefe de gabinete da Reitoria da Ufba, professora Suani Rubim de Pinho, e a assessora da ECPL Cristina Maria Moura Ferreira.

Confira aqui mais fotos da reunião.